top of page

Sede da APAE Anápolis e escola Maria Montessori recebem academias de ginástica


O departamento de Reabilitação Física da APAE Anápolis inaugurou uma academia de ginástica completa dentro de sua unidade de reabilitação física. São equipamentos modernos que não perdem em nada para academias particulares. O objetivo, segundo o presidente da instituição, Vander Lúcio Barbosa, é proporcionar uma recuperação mais rápida e eficaz por parte dos pacientes que fazem fisioterapia na unidade. Temos vários projetos de melhoria e ampliação dos serviços ofertados aos nossos alunos e pacientes. A academia era um deles. Com planejamento, temos conseguido diversas conquistas como esta”, explicou ele.


Segundo a coordenadora de reabilitação física Edineia Nogueira, antes da academia, eles contavam com elásticos, pesos e outros equipamentos que simulavam o esforço, agora feito nos aparelhos. “Nosso trabalho ganhou outra dimensão e os resultados devem nos surpreender em breve”, disse ela. São esteiras, anilhas, estruturas para alongamento e outros acessórios que suprem completamente as necessidades dos fisioterapeutas para com seus pacientes. O conjunto foi equipado com recursos do Fundo Estadual dos Direitos da Pessoa Idosa de Goiás -FEDPI/GO, através do projeto Cuidando da Melhor Idade. “Muitos dos nossos pacientes são idosos que precisam ganhar massa muscular para melhorar o equilíbrio, recuperar atrofias e lesões, entre outros tratamentos”, ressaltou a coordenadora.


Ginástica na escola


Por enquanto, alunos da escola Maria Montessori também devem usar a academia de acordo com suas indicações médicas. Mas uma outra academia será instalada nas dependências da escola. O objetivo é dar aos alunos condições de treinar regularmente durante o ano letivo e também para as Olimpíadas das Apaes. A escola conta com mais de 50 atletas em diversas modalidades como natação, basquete, atletismo, entre outras. São alunos com habilidades especiais que muito têm orgulhado a APAE Anápolis enquanto a representam nesses eventos. “Era uma solicitação antiga dos alunos e que, felizmente, agora, pudemos atender. Eles estão extremamente felizes e sentem que são valorizados. Além disso, sabemos a importância do esporte na recuperação de deficiências diversas”, comentou a diretora da escola, Nelma Granja. Os recursos da academia da escola vieram de doação da empresa Havan de Anápolis, para desenvolvimento de projetos escolares.

Curtiu nosso conteúdo?

Torne-se um amigo apaeano!

Saiba mais

bottom of page